ARQUITETURA PEDAGÓGICA DA SUSTENTABILIDADE
Apresentação

A sustentabilidade não é uma informação genética nos seres vivos. Ela acontece na natureza como uma emergência do conviver homeostático das espécies e seus nutrientes nos ecossistemas. As únicas sociedades humanas que conseguiram um conviver sustentável com a natureza foram as que praticaram e praticam valores de respeito e de filiação à natureza, bem como de reconhecimento e valorização dos bens que são comuns a todos.

Em 2012, com a RIO+20, a reafirmação de uma cultura da sustentabilidade com base na valorização dos bens comuns ganhou força social e política, com avanços teóricos e práticos, além de novos recursos institucionais e redes temáticas em escala local e global (Agenda 2030 e ODS). A expectativa agora é a inovação de estratégias pedagógicas de disseminação e formação em melhores práticas para o ajustamento de condutas dos setores sociais, públicos e privados e a adaptação das culturas de educação e formação de jovens e adultos, com a inserção transversal dos temas cruciais do colapso e da sustentabilidade local e planetária.”

VOLUME I: MANUAL DE FORMAÇÃO. Daniel José da Silva. Campeche, Florianópolis, SC. Texto revisado em 24 .03 2022. p.8